A crise do sistema colonial

Motivos: Nas últimas décadas do século XVIII liberalismo ilustrado tornava-se crescente com o abandono dos princípios mercantilistas. Ocorreu a independência das colônias inglesas na América, a Revolução Francesa e a Revolução Industrial na Inglaterra. Com isso surgia uma tendência ao fim da escravidão e crescente presença inglesa no Brasil.

Marquês de Pombal: Foi o ministro de Dom José I. Ele fez um esforço para tornar mais eficaz a administração portuguesa com mudanças no relacionamento metrópole-colônia, tentando conciliar o absolutismo ilustrado e o mercantilismo. Com fim de desenvolver o norte do Brasil criou a Companhia Geral do Comércio do Grão-Pará e a Companhia Geral de Pernambuco e Paraíba. No entanto, a depressão econômica foi inevitável, devido à crise do açúcar, o terremoto de Lisboa e uma queda na produção de ouro. Portanto, o Marquês de Pombal aumentou a arrecadação de tributos e criou manufaturas. Com intuito de subordinar a Igreja ao Estado português, expulsou os jesuítas de Portugal, criando um vazio na já pobre educação da colônia.

Dona Maria I: Seu reinado seguiu o do Marquês de Pombal. Ela, no entanto, beneficiou uma conjuntura favorável à reativação das atividades agrícolas na colônia, proibindo manufaturas, com uma reforma do absolutismo.

Movimentos de rebeldia e consciência nacional

A colônia passou a ter interesses distintos da metrópole , mas as ideologias eram diversas nos diferentes extratos sociais. As idéias francesas e americanas de igualdade e reforma social surgiam, mas eram fortemente limitadas pelas camadas dominantes.

Inconfidência mineira: Foi um grupo da elite mineira que se sentia ameaçada pelas medidas centralizadoras de Dona Maria I. A sociedade mineira entrar em declínio pela queda da produção do ouro e pelas iniciativas da Coroa para garantir a arrecadação do quinto. Os inconfidentes se preparavam para um movimento de rebeldia espelhado na república americana com o lançamento da derrama, essa, porém, foi suspendida e os conspiradores denunciados. Tiradentes foi levado à forca e o resto do grupo foi expulso do país. Mais tarde, houve um processo de formação de Tiradentes em herói nacional.

About thismaybeme

read the blog :P
This entry was posted in História and tagged , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s