Formação de palavras

Derivação prefixal: ocorre quando há acréscimo de um prefixo a um radical.

Ex: contra + por

Derivação sufixal: ocorre quando há acréscimo de um sufixo a um radical.

Ex: arvor + edo

Derivação parassintética: Quando há acréscimo simultâneo de prefixo e radical.

Ex: en + garraf + ar

Derivação prefixal e sufixal: Quando há acréscimo não simultâneo de prefixo e radical.

Ex: im + perdo + ável

Derivação regressiva: Quando o verbo vira substantivo.

Ex: consumir → consumo

Derivação imprópria: Quando há mudança de sentido e classe gramatical.

Ex: baratas→ barato

Composição por justaposição: Duas palavras são associadas, mantendo sua autonomia fonética.

Ex: passatempo

Composição por aglutinação: duas palavras são associadas se fundindo em um todo fonético.

Ex: planalto

Hibridismo: Palavras formadas de elementos provenientes de linguagens diferentes.

Ex: burocracia (francês + grego))

Onomatopéia: São palavras criadas com o objetivo de imitar sons e ruídos.

Ex: miau

Redução

– Siglas (PT)                        -Abreviações (moto)                     Abreviatura (av. – avenida)

Empréstimos: Palavras estrangeiras que entram pela língua portuguesa.

Ex: chisbúrger, apartheid

Gírias: São palavras de criação popular por um grupo específico que acabam se estendendo para todas as camadas sociais. Ex: cara

About thismaybeme

read the blog :P
This entry was posted in Português and tagged , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s