Protozoários

Organismos unicelulares heterotróficos microscópicos, que habitam ambientes “molhados”. Podem causar doenças ou manter relações de troca de benefícios.

Principais grupos de protozoários: A classificação dos protozoários ainda é muito controversa, a mais difundida atualmente distribui esses seres em seis filos.

Filo Rhizopoda ou Sarcodina (amebas ou rizópodes) – Se locomovem por expansões citoplásmicas conhecidas como pseudópodes e capturam alimentos por fagocitose. A maioria vive livremente na água, alguns são parasitas e podem causar doenças como a amebíase.

Filo Actinopoda (radiolários e heliozoários) – Apresentam pseudópodes afilados que se projetam como raios em torno da célula. Os radiolários vivem exclusivamente no mar, constituindo um importante componente do plâncton, e tem uma cápsula de sustentação. O citoplasma de muitos radiolários apresenta zooxantelas. Os heliozoários habitam, em sua maioria, em água doce. Eles fagocitam alimento.

Filo Foraminifera (foraminíferos) – Reúne protozoários de carapaça externa com numerosas perfurações, através das quais se projetam pseudópodes, responsáveis pela captura de alimento. A maioria dos foraminíferos é marinha, com muitos representantes no plâncton. Foram muito abundantes nos mares do passado.

Filo Apicomplexa (apicomplexos ou esporozoários) – São protozoários parasitas, sem estruturas locomotoras e dotados de complexo apical. O complexo apical é responsável pela penetração desses parasitas nas células hospedeiras. Causam doenças como a malária, um tipo de pneumonia e toxoplasmose.

Filo Zoomastigophora (flagelados) – Se locomovem por meio de flagelos e vivem no meio aquático. Alguns têm vida livre e outros são sésseis, vivem fixados a um substrato, utilizando o movimento flagelar para criar correntes liquidas que arrastam partículas de alimento para perto de si. Diversas espécies são parasitas, causando doenças com a doença de Chagas, leishmaniose e inflamações vaginais. Certos flagelados vivem no tubo digestório de baratas e cupins em uma relação mutualística.

Filo Cilliophora (ciliados) – Compreende protozoários dotados de cílios. Apresentam mais de um núcleo por célula, um macronúcleo e uma ou mais micronúcleos. A maioria tem vida livre, alguns vivem no tubo digestório de animais ruminantes. Esses ajudam na digestão de matéria vegetal e servem de alimento eles próprios.

Reprodução dos protozoários: A maioria dos protozoários reproduz-se assexuadamente por divisão binária. A célula cresce até determinado tamanho e divide-se ao meio. Alguns podem reproduzir-se assexuadamente por divisão múltipla. Nesse caso a célula multiplica seu núcleo diversas vezes por mitose antes de se fragmentar. Quase todas as espécies de protozoário apresentam processos sexuais. Dois indivíduos de “sexos” diferentes fundem-se e formam um zigoto, que posteriormente passa por meiose e origina indivíduos haplóides geneticamente recombinadas. Paramécios apresentam um processo sexual elaborado, denominado conjugação: Dois indivíduos sexualmente compatíveis se unem através de uma ponte citoplásmica. O micronúcleo de cada um se divide em quatro, por meiose, e três deles se degeneram. O micronúcleo restante duplica-se e um deles é transferido para o parceiro. Os protozoários se separam. Os micronúcleos se fundem e o macronúcleo degenera-se. Após diversas divisões mitóticas e degenerações nucleares, restam dois micronúcleo

About thismaybeme

read the blog :P
This entry was posted in Biologia and tagged , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s