Biociclos

Talassociclo – águas marinhas


O ambiente marinho tem alta estabilidade e homogeneidade química e de temperatura. O domínio bentônico diz respeito ao fundo, enquanto o domínio pelágico diz respeito às massas d’água. A luz penetra 200 m na água, estabelecendo a zona fótica. As regiões afóticas podem ser divididas em: batial (200 à 2.000 m, águas frias e pobres em fauna), abissal (2.000 à 6.000 m, poucas espécies exóticas) e a hadal (abaixo de 6.000 m, fauna pouco conhecida) . Os organismos que habitam esses ecossistemas podem ser divididos em: plâncton (seres flutuantes, divididos em fitoplâncton – fotossintetizantes e zooplâncton – não fotossintetizante), nécton (organismos que se deslocam ativamente) e bentos (organismos relacionados ao fundo do mar, podendo ser sésseis ou errantes, geralmente alimentam-se de cadáveres e detritos orgânicos).

 

Limnociclo – águas doces

Pode ser divididos em águas lóticas ou águas de correnteza, que tem baixa diversidade biológica e biomassa, e águas lênticas ou lagos, com maior biodiversidade e biomassa e cujo solo é formado por sedimentos.

 

Epinociclo – biomas terrestres

Tundra: Se situa em regiões próximas ao pólo ártico (Europa, Canadá e Ásia) A neve cobre o solo durante nove meses e a temperatura nunca passa de 10 graus. Os vegetais sofrem de seca fisiológica por causa da temperatura. A flora consiste em musgos, liquens, gramíneas e pequenos arbustos. A fauna consiste em espécies com a rena, o caribu, o boi-almiscarado, aves migratórias e insetos que hibernam.

Taiga (floresta de coníferas): Situa-se ao norte, onde as temperaturas são um pouco mais amenas do que as da tundra. Por isso suas árvores possuem folhas aciculadas, estreitas e afiladas, capazes de resistir ao inverno. A flora é composta por conífera, musgos e liquens e a flora por mamíferos pequenos e grandes, além de aves migratórias.

Floresta temperada decídua ou caducifólia: Típica da América do Norte e Europa, onde as quatro estações são bem definidas. Suas árvores perdem as folhas no inverno, sendo chamadas de decíduas ou caducifólias, para abaixar o metabolismo e sobreviver. A floresta temperada abriga mamíferos de todos os portes, incluído pequenos arborícolas, além de pássaros, corujas e insetos. Sua flora inclui carvalhos, faia, bordos. Arbustos, herbáceas e musgos.

Floresta tropical, pluvial ou húmida: A floresta tropical se localiza nos trópicos, encontrando alto grau pluviométrico e clima quente. As folhas das árvores não caem, sendo chamadas de perenifólias as árvores e as largas e delicadas folhas de latifoliadas. A vegetação é exuberante e de grande porte, formando um teto de vegetação e abrigando epífitas, e a fauna é rica e variada. Nas florestas tropicais a reciclagem de matéria orgânica é veloz, e em caso de desmatamento o solo empobrece rapidamente graças à lixiviação.

Deserto: Os desertos se localizam em regiões de pouca humidade. Sua vegetação e rala e especada, presente apenas em lugares em que a pouca água existente pode se acumular. A fauna consiste em pequenos roedores, répteis e insetos. Animais e plantas do deserto têm marcantes adaptações à falta de água.

Savana: Apresenta árvores de pequeno porte e arbustos, grandes mamíferos e diversas aves. Esse bioma pode ser encontrado em todos os continentes menos na Europa e na Antártica.

Pradaria: Bioma caracterizado por períodos marcados de seca. Flora constituída principalmente por gramíneas e fauna constituída por roedores, carnívoros e insetos.

 

Biomas brasileiros 

About thismaybeme

read the blog :P
This entry was posted in Biologia and tagged , , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s